Deserto do Atacama Guia Completo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Na hora de planejar uma viagem sempre surgem muitas dúvidas: quando ir, como chegar, onde ficar e etc. Elaboramos um guia com dicas práticas para ajudar você a planejar sua viagem para o Deserto do Atacama, desbravando lugares maravilhosos!

 

Índice

  1. Quando ir
  2. Quantos dias para conhecer o Deserto
  3. Documentação
  4. Como Chegar
  5. Câmbio
  6. Altitude
  7. Seguro Viagem
  8. Onde Ficar
  9. Onde comer
  10. O que levar
  11. Internet
  12. Lojas
  13. O que fazer
  14. Agência de Turismo

1.Quando ir

Provavelmente você já deve ter lido que a melhor época para ir ao Deserto do Atacama compreende os meses de março até novembro, isso porque de dezembro à março pode ocorrer chuvas do fenômeno inverno altiplânico sendo a ocorrência de chuvas maior que em outras épocas do ano. Se você programou sua viagem no período do inverno altiplânico, não se preocupe, você pode planejar sua ida pra lá em qualquer época do ano!

Fomos na segunda semana de janeiro de 2018 e ficamos 14 dias. Na nossa opinião foi a melhor época que poderíamos ir! Dias quentes, noites frias e nuvens no céu o que não é comum em outras épocas do ano. A nebulosidade aumenta, mas não atrapalhou em nada nossa viagem. Em nenhum momento pegamos chuva, todos os dias foram de muito sol, e ainda conseguimos ver o Salar do Uyuni na Bolívia alagado. (Em breve informações sobre esse Tour).

Cordilheira-Domeyko
Cordilheira Domeyko, janeiro de 2018, inverno altiplânico. Deserto de Atacama

Resumo da melhor época para ir:

Melhor período : Segunda quinzena de março até final de novembro;

Aumento de nebulosidade: Dezembro a março. (Inverno altiplânico)

Dica: Consultei vários sites meteorológicos com o clima na região e todos erraram. Não existe uma regra com a natureza desse lugar. Fiquei insegura de ir no período de janeiro, pois os sites apontavam chuvas durante todos os dias da nossa viagem e erraram feio. Com base em informações dos guias e dos locais quando acontecem chuvas nesse período, são rápidas e não duram mais que algumas horas.  Os locais poderão lhe dar mais informações sobre o clima! Os sites meteorológicos erram muito! Relaxe e aproveite sua viagem!

 

 2. Quantos dias para conhecer o Deserto?

Ficamos 14 dias, sendo 9 dias em San Pedro do Atacama, 4 dias na Bolívia e 1 dia em Santiago!

Acreditamos que seja suficiente para conhecer o deserto do Atacama de 5 a 10 dias.

Fizemos um passeio por dia e deixamos um dia livre em nossa agenda. Se você tem limitação de tempo procure uma boa agência. Nós realizamos todos os passeios com a Ayllu.  Eles montam sua agenda conforme sua disponibilidade de tempo. Se for necessário colocam mais de um passeio por dia, o que é ótimo pra você explorar mais em poucos dias!

Agenda-Ayllu-e1516906450774
Nossa agenda Ayllu

 

3. Documentação

Para ir para o Chile, não é necessário visto nem passaporte, apenas carteira de identidade com no máximo 10 anos de uso (muito importante), o passaporte também é aceito. Caso leve produtos industrializados como comida, você terá que declarar ao entrar no país. Levamos bebidas achocolatadas, entre outros produtos industrializados e não tivemos problemas, pois declaramos antes da vistoria da bagagem! Produtos de origem animal e frutas não são permitidos. Guarde com cuidado o registro expedido pela polícia o “PDI”, pois ele será solicitado na saída de um país para outro.

PDI-Polícia-chilena
PDI Polícia chilena, guarde esse documento com cuidado.

Dica: Leve uma caneta para preencher o formulário de imigração. 

 

4. Como chegar

Existem algumas alternativas para chegar a San Pedro: Carro, moto, ônibus e avião.

Fomos de avião, partindo da cidade de São Paulo (GRU- Guarulhos) até Santiago no Chile. De Santiago você terá algumas opções para chegar a San Pedro de Atacama: alugar um carro, contratar um motorista partiular ou ir de ônibus, é mais barato ir de ônibus de Santiago para San Pedro de Atacama, mas geralmente gasta-se quase um dia nesses transportes.

Nossa opção foi ir de avião de Santiago até Calama. Descemos em Santiago e fomos até o aeroporto de Calama com a cia LATAM. Existem outras opções de cias aéreas, uma delas a Sky airlaine.  É sempre bom verificar antes os preços, dependendo da época compensa muito comprar separado as passagens aéreas. No nosso caso como fomos em janeiro de 2018 a opção mais barata foi com a Latam em todos os trechos.

Dica: Para ver a Cordilheira dos Andes do avião compre na ida passagem do lado direito e na volta do lado esquerdo! 

Trasfer

Chegando em Calama é necessário pegar um trasfer (van) até San Pedro de Atacama, mais ou menos 1 hora de viagem.

Optamos pela Transvip. Valor ida e volta por pessoa 20.000 CLP (vinte mil pesos chilenos). Esse valor é tabelado, qualquer Transfer irá cobrar o mesmo valor. Fica mais em conta comprar ida e volta juntos. Escolhemos essa empresa por indicação da nossa agência de tour em San Pedro e foi ótimo, excelente atendimento. A Transvip possui um aplicativo para smartphone, nele você consegue agendar sua volta e consultar em tempo real onde está seu motorista, disponível no idioma português.

Dica: Lembre-se que seu retorno deverá ser remarcado com 24 horas de antecedência, guarde seu ticket, pois irá precisar do número para a marcação na Transvip.

Transvip-e1516906675690
Aplicativo Transvip

Resumo de Como Chegar : Avião Latam São Paulo (GRU) até Santiago + Escala Latam até Calama + Trasnfer Transvip até San Pedro de Atacama.

 

5. Câmbio

Essa também foi uma dúvida que tivemos antes de iniciar a nossa viagem. O peso chileno (CLP) tem muitos zeros sendo confuso na hora de pensar em conversão.

Outra dúvida, levar real ou dólar?  E a resposta é: Depende!  Se você já tiver dólar leve o dólar, mas se for comprar dólar veja se compensa, pois serão duas conversões. No nosso caso levamos real, pois antes de irmos vimos que não compensava fazer dois câmbios (real/dólar e dólar/peso).

Onde cambiar o valor?

Câmbio no Brasil: Em Belo Horizonte não compensa comprar Pesos Chilenos $(CLP), se você estiver no Rio de Janeiro ou em São Paulo vale a pena pesquisar o valor nas casas de câmbio do Peso, pois em alguns casos compensa muito.

Câmbio no Chile: Se você ficar um dia em Santiago, vá até a Rua Augustinas no Centro, fica a 40 minutos do aeroporto. É um dos melhores pontos de câmbio do Chile com as melhores taxas para compra.

Câmbio em San Pedro de Atacama: Nas ruas Caracoles e Toconao você encontrará várias casas de câmbio. Pesquise, pois as taxas variam muito de uma casa pra outra.

Consulte as taxas de câmbio para comprar CLP antes de ir:

R$ 1,0 = 170 CLP (um real igual a cento e setenta pesos chilenos)
U$ 1 = 600 CLP (um dólar igual a seiscentos pesos chilenos)

Valor de referência em janeiro de 2018. Variável.

Trocamos real por CPL em San Pedro de Atacama na rua Toconao no estabelecimento chamado Artesanias Casa de Câmbio único local que negociou o valor para compra.

Casa-de-Câmbio
Casa de Câmbio em San Pedro de Atacama

Caixa eletrônico: Na rua Caracoles existe um caixa eletrônico que lhe permitirá sacar dinheiro caso falte grana. Lembre-se, antes de viajar realize o comunicado ao seu banco para não travar o seu saque. Em alguns estabelecimentos aceitam cartão de crédito, fique atento as taxas do seu cartão para compras internacionais.

Dinheiro: Tenha sempre dinheiro em mãos, as entradas nos parques somente são pagas com dinheiro em espécie e em CLP (pesos chilenos).

Importante: NUNCA TROQUE NO AEROPORTO são as piores taxas para compra, troque apenas em casos de emergências.

6. Altitude

Ficamos ansiosos antes de ir, pois lemos alguns relatos que nos assustaram sobre altitude, mas o que podemos dizer é que cada um reage de uma forma aos efeitos da altitude o Soroche (mal da montanha). Eu não senti nada, enjoo, cansaço e nem dor de cabeça que são os sintomas mais habituais! Já meu parceiro sentiu dores de cabeça, mas nada que pudesse afetar seu humor ou atrapalhar nos passeios, ou seja, não se preocupe!!!

O que fazer para aclimatar?

A cidade de San Pedro de Atacama está a mais ou menos 2.400 metros de altura, já é um ótimo local para seu corpo ir acostumando com a altitude. Tem passeios que chegam a mais de 4.000 metros. Fomos orientados a começar nosso tour subindo gradativamente. Normalmente seu corpo leva de 2 a 4 dias para acostumar com a altitude! Então nossa dica é: vá devagar e aproveite!

Dicas básicas para prevenir e ou amenizar o mal da montanha:

– Beba muita água, não é brincadeira, 3 litros d’água por dia;
– Faça uso da folha de coca. Sim, ela ajuda muito! Reduz dores de cabeça e outros sintomas. Em San Pedro você terá várias opções de compra como:  chás, balas e a própria folha, que foi nossa opção em mascá-la (não tem gosto ruim, mas depende muito do seu paladar). Não é droga e não possui efeitos alucinógenos!

Folha-de-Coca-e1516906829630
Folha de Coca

– Evite ingestão de bebidas alcoólicas antes dos passeios em locais mais altos, o álcool acelera a desidratação. Uma taça de vinho não será problema, mas o ideal é consumir com moderação;
-Evite comidas pesadas e carnes vermelhas, seu corpo gasta mais oxigênio para fazer a digestão. Existem várias opções vegetarianas em San Pedro;
– Evite fumar;
– Existem remédios para o mal da altitude vendidos na farmácia local, mas não optamos pelo seu consumo.

 

7. Seguro Viagem

Contratar ou não um seguro viagem? Essa também foi uma das nossas dúvidas. Fizemos a opção de contratar um seguro viagem da Mondial Alianz, foi mais barato e sua apólice atendia a todos os critérios da nossa viagem. E porque contratar um seguro viagem? Permite que você viaje tranquilo. Caso tenha algum problema de saúde poderá acionar o seguro e ter a cobertura que precisa em qualquer local.

Depois dessa experiência em altitudes variadas, percebi o quanto é importante ter o seguro viagens.

 

8. Onde ficar

San Pedro de Atcama é a cidade final para quem quer conhecer todos os atrativos do Deserto do Atacama. Um vilarejo pequeno, tranquilo com ruas de terra e muito aconchegante.

San-Pedro-do-Atacama-Centro-e1516906963813
San Pedro de Atacama – Centro

O movimento de turistas não para o ano todo, dessa forma é importante que você faça sua reserva com antecedência.

Ficamos no Hostel:  Toconao 648, muito próximo ao centro. Atende muitos mochileiros e pessoas do mundo todo. Possui quartos compartilhados e também chalés com cozinha e banheiro.Simples, mas muito aconchegante. Fizemos a reserva através do booking e foi o preço mais em conta que pesquisamos no local.


Booking.com

Outras opções de hospedagem consulte através do booking e faça sua reserva aqui, você não paga nada a mais por nosso serviço!

 

9. Onde Comer

São muitas opções em San Pedro de Atacama. Ficamos em um Hostel com cozinha e lá fizemos nossas refeições! Compramos tudo que precisávamos num mercado chamado Mini Market bem no meio da rua Caracoles. Os preços mais em conta que encontramos, inclusive da água de 6 litros.

Opções de restaurantes:
Ayllu
Baltinache
La Casona

Opções baratas:
Super Empanadas
Empanadas
Mini Market (Supermercado)

 

10. O que levar

Outro item que gera dúvidas, tratando de um local que a temperatura é bem instável. Geralmente no verão as manhãs são frias, tarde quentes e noites frias. No inverno geralmente é sempre mais frio todo o dia!

Eu levei uma mochila de 45+ 10 litros com roupas para 14 dias. Usei tudo (risos), sou econômica nas roupas. Vamos as dicas básicas para ajudar você nessa tarefa nada fácil!

O que não pode faltar na sua mala ou mochila:

Leve roupas com proteção UV, camisas e etc;
Calças confortáveis de sua preferência, optei por leggins;
Shorts confortáveis para passeios em Lagunas;
Roupas de banho para passeios em Lagunas;
Toalha;
Camisetas;
Roupas em 3 camadas para passeios na altitude:  segunda pele, fleece, um corta vento ou um anorak, ou então uma roupa mais pesada para frio;
Luvas;
Gorro;
Cachecol;
Calçado confortável, optei por botas de trekking e tênis;
Chinelo;
Meias a vontade;
Roupas íntimas;
Pijamas;
Chapéu;
Óculos escuro;
Hidratante corporal;
Protetor Labial com fator UV, optei também no uso do bepantol para os lábios, abuse desses itens;
Protetor Solar, abuse desse item;
Lenço umedecido;
Soro Fisiológico;
Remédios de uso pessoal, tais como remédios para dor de cabeça, frebre, enjoo e etc;
Saco de dormir opcional, usamos muito no Tour do Uyuni;
T (Benjamim);
Carregador portátil;
Extensão pequena.

A quantidade dessas roupas e acessórios depende do número de dias que irá ficar e a estação do ano que irá visitar o Deserto do Atacama, sendo algo muito pessoal.

Os Boodys, camisetas e alguns acessórios que usei estão disponíveis na loja Chá das Cinco!

Lagoas-Escondidas
Lagoas Escondidas

 

11. Internet

Indispensável em qualquer viagem à internet não pode ficar de fora e a Easysim4u nos manteve conectados a maior parte do tempo, possibilitando que em San Pedro de Atacama mostrássemos toda a viagem no stories do Instagram!

Só não funcionou quando afastávamos muito do centro de San Pedro e nem os celulares locais da operadora Claro funcionavam, o que não foi problema.

A maioria dos hostels, hotéis e restaurantes possuem Wi-Fi, assim como na praça central de San Pedro de Atacama, mas não achei a internet muito boa, para o WhatsApp funcionava muito bem, mas para carregar vídeos e etc era mais lenta.

Usamos e indicamos o chip da Easysim4u que nos manteve conectados até na cidade de Uyuni na Bolívia!

Para saber mais e contratar um plano específico para sua viagem clique aqui!

4U

 

 

 

 12. Lojas

Nós ficamos muito surpresos com Santiago, gosto muito de itens esportivos nos Outlets  no centro da cidade tem preços muito bons, bem mais baratos que no Brasil.

Já em San Pedro de Atacama existem algumas lojas de artigos esportivos, mas os valores não compensam, pois são próximos aos do Brasil.

Loja-Outdoor
Loja Outdoor em San Pedro de Atacama

Em San Pedro existem muitas lojas de artesanatos locais, os itens não são tão baratos, mas compensa comprar algumas coisas miúdas como chaveiros e etc.

Galeria-de-artesanatos-chilenos
Galeria de artesanatos em San Pedro de Atacama

Os preços dos souvenires na Bolívia são mais atrativos. (Em breve informações do Tour de 4 dias pela Bolívia)

É muito fácil locomover-se dentro de San Pedro de Atacama, não gastávamos mais de 20 minutos para rodar todo o centro andando.

Existe opções de aluguel de bike para locomover-se mais rápido dentro de San Pedro e região,  mas não foi nossa opção!

13. O que fazer

O que não faltará é o que fazer no Deserto de Atacama. Ficamos 9 dias por lá e descobrimos que precisamos voltar para explorar outras modalidades do turismo e esportes no local.

Tours que fizemos:

Fechamos todos os Tours em San Pedro de Atacama com a agência Ayllu e indicamos de olhos fechados, pois são compromissados e possuem um ótimo atendimento.

Fizemos os seguintes Tours seguindo pela sequência dos dias:

Laguna Cejar – 10/01/2018

Fica a 2.300 metros de altitude e conta com 3 atrações, incluindo o banho na Laguna Piedra. A concentração de sal é maior que no mar morto possibilitando a flutuação. Inclui coquetel e um delicioso Pisco que foi preparado por nosso guia Roberto. É cobrada a parte entrada nos Parques. Saiba mais sobre esse Tour aqui!

Laguna-Piedra
Laguna Piedra tem mais concentração de sal que o mar morto

Valle de la Luna – 11/01/2018

Fica a 2.487 metros de altitude e conta com 6 atrativos diferentes, como Cavernas de Sal e Pôr do Sol no Valle de la Muerte. Inclui coquetel e um delicioso vinho tinto. É cobrada a parte entrada no Parque.

Valle-de-La-Luna
Valle de La Luna

Lagunas Escondidas – 12/01/2018

Fica aproximadamente 2.500 metros de altitude e foi um passeio que surpreendeu muito. São 7 lagoas de Baltinache sendo 2 disponíveis para o banho. Inclui no passeio almoço e vinho! É cobrada a parte entrada no Parque.

Lagoas-Escondidas-1
Lagoas Escondidas

 

Termas de Puritama + Trekking Guatin – 13/01/2018

Fica a 3.550 metros de altitude e possui 8 piscinas de águas termais com temperatura variável entre 30 e 33,5 graus! Você pode optar por realizar o trekking nesse lugar maravilhoso e explorar um pouco mais o local. Inclui no passeio um Brunch com Cevite e vinho branco. É cobrada a parte entrada no Parque.

Termas-de-Puritama
Termas de Puritama

 

Lagunas Altiplânicas – 14/01/2018

Esse passeio já está um pouco mais alto que os outros 4.160 metros de altitude. Esse tour conta com várias atrações, dentre elas, a que eu mais ansiava conhecer: as Lagunas Altiplânicas, Miscanti e Miñiques. Infelizmente não fomos a Piedras Rojas, a atração está fechada por questões políticas e ambientais. Em substituição ao passeio conhecemos a Laguna Chaxá, muito linda e cheia de Flamingos. Inclui café da manhã e almoço no restaurante da Ayllu. É cobrada a parte entrada nos Parques.

Laguna-Miscanti
Laguna Miscanti

 

Geyser El Tatio – 15/01/2018

A 4.321 metros de altitude fica os Geisers, esse local faz mais frio, pois saímos bem cedo para vermos o campo geotérmico. As águas chegam a ter temperatura variada de 80 graus até mais de 100 graus celsius. Inclui café da manhã. É cobrada a parte entrada no Parque.

Geiseirs-El-Tatio
Geysers El Tatio

 

Salar de Tara – 16/01/2018

O Tour que atingiu a maior altitude, de carro pelo caminho alcançamos pouco mais de 4.830 metros, uma atração imperdível no Deserto do Atacama, em vários momentos me senti no desenho do Papa-léguas por sua paisagem ter semelhança com a do desenho. Nosso guia desse último Tour foi o carismático Roberto que nos deu muitas informações sobre o local e nos serviu um delicioso  almoço com direito a vinho. Não é cobrado valor de entrada no parque.

Salar-de-Tara
Salar de Tara

 

Fomos mudando a altitude gradativamente, essa é uma estratégia que a agência sugere para que você possa aclimatar com tranquilidade.

Todos os Tours exceto Salar de Tara a agência nos buscou e deixou no hostel. No Salar de Tara a agência serve um café da manhã (opcional) você só terá que se deslocar até a agência que fica na Rua Toconao bem no centro, vale muito a pena!

Em breve descrição completa de todos os Tours que fizemos!

14. Agência de Turismo

Existem várias agências em San Pedro de Atacama, antes de ir pesquisamos muito e sempre aparecia a Ayllu com a melhor avaliação nos Blogs, TripAdvisor, entre outros, e foi assim que procuramos saber mais.

Como foi nossa primeira vez fora do Brasil, fizemos todas as pesquisas e optamos por uma agência de qualidade e que fosse especialista em brasileiros, no caso a Ayllu.

Ayllu
Ayllu

Em todos os Tours a Ayllu oferece transporte, guias especialistas na região, café ou almoço incluído nos passeios.

Ayllu-almoço
Ayllu almoço

Reserva:

Reservamos nossos passeios do Brasil, você será  atendido por brasileiros, Natália em nosso caso, nos atendeu prontamente e sempre muito simpática. Fizemos um depósito de 20% do valor dos Tours em conta brasileira e o restante acertamos na agência. Você poderá acertar em real ou pesos chilenos, como preferir.

Hoje entendo porque eles têm a melhor avaliação, pois oferecem um serviço de qualidade e que compensa o valor pago.

Indicamos a Ayllu pela qualidade dos serviços que foram prestados e o excelente atendimento que vai da cozinheira até o atencioso dono Myke. Foi fantástico #souvipnoatacama #aylluatacama.

Descritivo dos Tour realizados no Deserto do Atacama! 

Laguna Cejar

Valle de la Luna

Lagunas Escondidas

Termas de Puritama

Lagunas Altiplânicas

Geyser El Tatio

Salar de Tara – 16/01/2018

Todas as informações desse texto foram baseadas em nossas experiências no local sem interferência alguma das empresas citadas acima.

 

Autora:

 

Renata-e1516908213715

Renata Oliveira é apaixonada pela natureza, trilhas, fotografia e por todas as belezas do seu estado natal: Minas Gerais. Já realizou várias trilhas por Minas e pelo Brasil fazendo registros com suas câmeras fotográficas.

“Foi minha primeira experiência fora do Brasil! Não poderia ter escolhido um destino melhor… muita natureza e fenômenos naturais”.

 

 

 

 

14 thoughts on “Deserto do Atacama Guia Completo”

  1. Olá, Renata!
    Post completíssimo!
    Bom saber que a segunda quinzena de março é uma boa época, é quando vamos eeeee!
    Muito boas as dicas sobre qual moeda levar. Como não temos dólar e moramos em BH, o melhor é levar Real e trocar lá, né?
    Parabéns pelo post!

    1. Oi Cris, obrigada!
      Vocês vão em uma época ótima, segundo as próprias agencias locais. O bom é fazer o cálculo do dólar e ver se compensa realizar duas conversões, no nosso caso compensou mais trocar o real por peso, se for passar em Santiago troque no centro na rua Augustinas compensará mais ainda.

  2. Nossa que delícia. Fotos sensacionais, dignas de cinema. Adorei a galeria de “quinquilharias” no Atacama. Adoro comprar essas coisas bem típicas da região. Muito boas as suas dicas e continuem postando matérias incríveis como essa.

  3. Parabéns pelo post muito completo e repleto de informações legais. Estivemos nesse paraíso e amamos. Realmente um destino que deve ser visitado.

  4. Pingback: Geyser el Tatio: campo geotérmico - Arquivo de Viagem

  5. Pingback: Salar de Tara: um passeio surpreendente - Arquivo de Viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *